Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Humorário

(um diário de rir para não chorar)

(um diário de rir para não chorar)

Humorário

31
Mar21

Menti-vos! (Reflexão sobre o meu não processo de compra de gelados)

Humorosa

Humorosa here, eu me confesso, menti-vos.

Disse que ontem ia comemorar o meu grande feito congratulando-me com gelado porque podia e acabei por não comprar merda nenhuma. Isto porque, passo a explicar, aconteceu isto na minha cabeça dentro da minha breve incursão ao Continente (ps. Isto não é marketing até porque eu não gosto assim tanto de ir às compras no continente... sou mais de Lidls e Aldis e cenas afins e isto continua a não ser um post publicitário.):

Eu:

"Hummm... a minha boca está a saber a sangue. Será que é suposto?"

"Epá tou-me a babar... se calhar isto não é muito normal... Se calhar a dentista quando disse que era para fazer exercício leve não incluía caminhada de meia hora... hum.. eu e esta mania de querer desafiar-me. Se calhar fiz cagada."

"Epá e se eu me esvair em sangue na boca tipo mega filme de terror e gore e afins? E se eu desmaio praqui? Seria a vergonha. Correu tudo tão bem na dentista e borrava agora a pintura. Puta que pariu... não não... concentra-te."

"Epááaaaaaaaaa tou a ficar com um calor do caralho! Próximo passo... concentrar-me em rótulos e não nesta sensação urgente de bazar daqui o mais rapidamente possível."

(As luzes começam a ficar demasiado intensas e eu uma barata tonta entre os corredores)

"Fodaaaaaaaaaaaaa-se. Isto é um ataque de pânico. Olha que bonito. Vá vá... concentra-te vai lá à arca dos gelados. Um pé, outro pé, outro pé, e outro pé, e outro pé... cheguei caralho! Olha que merda... só há gelados com necessidade mecânica de mordedura e eu tenho um enorme buraco no sítio que já foi um dente... next."

"Ora gelados de comer à colher... impecável, sim senhor, mas com pedaços e pedacinhos. Já me estou a imaginar a deixar um pequeno suspiro no buraco que outrora foi o meu siso, ou quiçá uma breve lasca de straciatella (tá mal escrito mas não me apetece ir ao google..)"

"Ok, vamos lá tentar não ser gordas. E se formos aos gelados vegan e açaís da vida? Comes, lambusas-te e não te sentes uma enfardadeira... Vamos lá."

"Hum... já me estou a sentir melhor, esta merda de ler rótulos resulta mesmo, ou para quem quer dizer à especialista, esta técnica parcial de grounding até que resulta. Ora...gelado vegan de baunilha do madagáscar... Uau, que fino! É mesmo isto, vou levar este potinho na hora. Ora... quanto custa? 6,99€. Sayyyyy what??? A sério? Não vai acontecer. Portei-me bem no dentista, o valor não foi assim tão dispendioso, não vou levar isto só para parecer que no conjunto financeiro dos meus gastos do dia fui arrancar um dente a Cascais. NEXT."

"Bom...sobram-me os iogurtes. E se me permitir comer um grego? Um iogurte calma minha gente. Então... açúcar - IMPOSSÍVEL, Gorduras saturadas a.k.a. o meu demónio do colesterol - Impraticável... Epá, puta que pariu, que nem para prevaricar dá para fazer a merda pela metade. Olha que se foda, vou levar este com sabor a figo e canela que é o mais exótico que por aqui há e eu quero comemorar o meu arrancar de dente como gente grande...."

(Dobra a esquina dos iogurtes e numa prateleira começa a brilhar uma luz cintilante, quase que angélica a chamar por mim e de repente, aparecem uns iogurtes proteicos com uma míriade de sabores (adoro a palavra míriade) a ecoar qual canto de sereias a encantar o Ulisses perdido nos mares que rodeavam aquele Continente ... *pun intented*)

"Caralho!!! Tanto iogurte diferente! Olhaaaaaaaaaaaa mas que bem, nem gorduras, nem açúcares, só PROTA amigos!!!! Olha que escolha consciente eu já consigo fazer... comecei a pensar quando saí de casa que ia buscar um mac flurry ou um sunday (simples para não ficar com pedaços no buraco) e acabo a comer tipo Isabelinha da Tvi (já não é pois não? Eles lá se chateiam todos o que me faz crer que a minha vida profissional até nem é assim tão fora da mé(r)dia) Tou orgulhosa de mim carago (com sotaque do PUORTO que há uma voz interna minha que ficou gravada assim...tripeirinha caralho)"

"Ora então... vamos escolher... é um destes, um daqueles, outro dos outros, e outro destes. Fazendo as contas dá um para o almoço, outro pro lanche, outro pro jantar e és uma linda menina que em vez de comer gordices para comemorar o seu feito decidiu fazer uma escolha consciente e ponderada, fazendo uso do seu humor relaxado e calmo ao invés do seu humor enérgico que normalmente a faz escolher andar de trotinete sem travões. Chupa inteligência emocional, tou-ta perceber cada vez melhor!"

Posto isto, levei os iogurtes empilhados, como se tivesse acabado de os roubar de uma arca do tesouro e como comecei gradualmente a entusiasmar-me de novo deixei esbardalhar um no chão que se esbeiçou todo e nesse preciso instante uma nova decisão era necessária: Pagar pelo estrago mesmo sabendo que não iria comer o iogurte com covid dos sapatos de todos os utilizadores daquela grande superfície, ou colocar estrategicamente o iogurte na estante, fazer a sua troca por um novo, e decidir que aquele iria contar como "ruptura de stock" porque a Sonae pode. 

Ora pois que eu não posso ser sempre boa pessoa pois não?

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub